Home / Mídia / Nicholas Was – um conto de natal

Nicholas Was – um conto de natal

Nicholas Was é um poema de Natal de Neil Gaiman que está no livro “Fumaça e Espelhos“.

Há uma animação feita pela 39 Degrees North que você pode acompanhar abaixo:

Veja abaixo o poema em inglês e após, a sua tradução.

Nicholas era…

Mais velho que o pecado, e sua barba não podia ser mais branca. Ele queria morrer.

Os pequenos nativos das cavernas do Ártico não falavam sua língua, mas conversavam na sua própria linguagem estranha, conduziam rituais incompreensíveis, quando não estavam trabalhando nas suas fábricas.

Uma vez por ano eles o forçavam, entre soluços e protestos, na Noite Interminável. Durante a jornada, ele deveria ir até cada criança do mundo e deixar um dos presentes invisíveis dos anões ao lado de suas camas. As crianças dormiam, congeladas no tempo.

Ele invejava Prometeu e Loki, Sísifo e Judas. Sua punição era mais dura.

Ho.

Ho.

Ho.

E agora leia a versão original:

Nicholas Was…

older than sin, and his beard could grow no whiter. He wanted to die.

The dwarfish natives of the Arctic caverns did not speak his language, but conversed in their own, twittering tongue, conducted incomprehensible rituals, when they were not actually working in the factories.

Once every year they forced him, sobbing and protesting, into Endless Night. During the journey he would stand near every child in the world, leave one of the dwarves’ invisible gifts by its bedside. The children slept, frozen into time.

He envied Prometheus and Loki, Sisyphus and Judas. His punishment was harsher.

Ho.

Ho.

Ho.

Sobre Felipe Goulart

Administrador do site e página no Facebook Neil Gaiman Brasil.

Veja também

Você anda lendo muitos livros de homens brancos heterossexuais?

Imagine, se você puder, o profano furor que explodiria se um autor branco escreve um …