Home / Música / Bandas citadas por Gaiman

Bandas citadas por Gaiman

Hoje a conversa será mais rápida para que possam ir correndo ouvir as bandas que comento aqui. É sexta feira, momento de pensar no final de semana e escutar um bom som sempre anima muito.

Lembro que nos tempos que antecediam a internet  – sim, este mundo existiu  – as indicações de arte que tínhamos vinham por meio de revistas e da televisão, a informação portanto circulava muito mais devagar. Por isso, acredito eu,  nos apegávamos muito a veículos que nos fornecessem essas dicas e encontrávamos muito disso nas séries de Sandman, não só pelas bandas e músicas citadas por Gaiman como também pelos comentários que tínhamos na sessão “Cartas na Areia”, integrante das edições da Globo nos anos 90. Não vou me aprofundar sobre esse editorial bárbaro, pois em breve trarei detalhes sobre ele para vocês. Aqui hoje quero falar de música mesmo.

Gaiman tem a “cara” dos anos 90, isso é notório. Mas é possível que o encaremos desta forma por ele ter exposto suas predileções musicais muito mais fortemente que outros autores da mesma época como Alan Moore ou Frank Miller, entre tantos outros. Gaiman gosta de escrever ouvindo música e esta move parte de sua inspiração. Sendo assim, muitas vezes  o ilustrador colocava pequenos detalhes sobre o que Gaiman andava ouvindo em uma canto qualquer do quadro, e isso nos “linkava” com o momento que o personagem vivia.  Um exemplo disso é o pôster do The Cure – a exata imagem que aparece abaixo –  na parede do quarto de Rose Walker em “ Casa de Bonecas”. Nada se fala ali sobre a banda mas, naquela época, muita gente já comentava que seu vocalista, Robert Smith, amigo pessoal de Gaiman, era a inspiração para a imagem de Sandman. 

the cure

Sim e não. Ao longo do tempo Sandman dividiu sua imagem entre dois líderes de bandas do pos punk, Robert Smith e Peter Murphy, do Bauhaus. Recentemente Gaiman admitiu que quando aconteceram os primeiros esboços de Sandman, Sam Kieth foi seguindo as ordens do autor, e rabiscando aqui e ali, mostrando o desenho a Neil, este teria dito: “isso, ele parece mesmo com Peter, é isso!”  E a imagem da pele branca, rosto magro  quase cadavérico e profundos olhos tornou-se a marca do personagem. Inegável que ambos, Robert e Peter, dividem essa imagem.

peter_e_robert

Outras bandas citadas, ou subconscientemente citadas digamos, seriam Sioux and The Banshees – aqui temos a afirmativa de Gaiman acerca de Sioux, também sua grande amiga, ter emprestado rosto e personalidade ao personagem Morte pelo traço de Sam Kieth em sua primeira aparição – e Annie Lenox do Eurythmics, que emprestou seu rosto e olhos para a primeira imagem de Desejo, irmão/irmã de Morpheus.

siouxsie_e_annie

Além dos amigos que emprestaram seus rostos ao reino do Sonhar, temos também as bandas e artistas que mergulharam no universo de Gaiman e o usaram como tema, ou que foram citados por ele  em momentos da obra. Entre elas, temos as conhecidas Metallica –  a música “Enter Sandman”  divide opiniões pois a banda nunca deixou realmente claro se Morpheus tem a ver com a letra, mas também nunca negou –  temos a música “Sweet Dreams”  do Eurythmics citada no arco “Prelúdios e Noturnos” , quando Sandman encontra John Constantine,  temos Tom Waits citado no arco “Convergência” e há uma banda, da qual honestamente gosto demais, que era declaradamente fã de Sandman, o Morphine, um power trio simplesmente espetacular. Seu vocalista, o falecido Mark Sandman, usava este pseudônimo por conta do personagem e adorava aparecer com capotões negros nas fotos promocionais, sempre evocando as imagens do Mestre dos Sonhos. As letras da banda são sombrias e a melodia é incrível. Saxofone, baixo, bateria e uma voz grave e calma. Experimente ouvir “Buena” do disco “A Cure for a Pain” , com certeza vai gostar.

morphine_e_sandmanNo mais, aproveite o final de semana para pesquisar e ouvir estas bandas e para resgatar seus exemplares de Sandman do baú. Será uma viagem incrível!

Grande abraço, nos falaremos em breve!

Annie Lenox

Sobre Carla Umbria

Carla é Turismóloga - calma, não é transmissível - agente de viagens e estudante de Física pela UFPR. Escreve para um blog sobre destinos chamado "Desfazendo a Mala" e também contos para o site "Recanto das Letras". Participou do livro "A Des - Construção da Música na Cultura Paranaense" com o artigo "Por que não Metal?" sobre o Movimento Heavy Metal no Paraná, dos anos 70 até 2000. Apaixonada por quadrinhos, música, astronomia e brócolis na manteiga é politeísta, cultuando Neil Gaiman, P. Craig Russel, Robert E Howard, Isaac Asimov, Bill Sienkiewicz e muitos além, contudo, somente acende velas para Carl Sagan as segundas e Moebius as sextas. Os deuses são muitos, velas são caras.

Veja também

Neil Gaiman além da Literatura

Veja outras áreas que o autor multimídia já explorou

  • Marília

    Senti falta da menção à Tori Amos. Ok, ela não é bem uma banda, mas é uma artista que vira e mexe é citada nas graphic novels e os dois são grandes amigos. Neil já afirmou que Tori serve de inspiração para Delírio e também termina respingando na Morte; sobre a relação dos dois, ele confessa que um rouba descaradamente do outro. Além do mais, a obra dela o tempo todo também faz suas menções, como “Sister named Desire” e “Space Dog”, esta última tem a menção que gerou o título do album Where is Neil when you need him?”. Inclusive, vendo os verbetes de cada um na Wikipedia, há uma menção grande ao outro.

    • Carla Umbria

      Verdade Marília, muito bem lembrada a Tori Amos… Eu comentei ontem com amigos no facebook que a cada vez que leio novamente este artigo me lembro de mais alguém, e é bacana que vocês comentem aqui de quem sentiram falta, pois isso enriquece a todos nós. Lembrei de “Blueberry Girl” que ele escreveu para a filhinha de Tori Amos enquanto ela estava grávida, logo que soube que era uma garotinha. Já leu? Aquilo emociona, arrepia, qualquer mulher que pense em ter filhos ou que já os tenha 🙂
      Bela lembrança, obrigada por postar!

  • Pingback: #MergulheEmNeilGaiman |()

  • Camila Barbosa

    Caramba… Eu não sabia dessa do Mark Sandman, vocalista de uma das minhas bandas preferidas homenageando um dos meus quadrinhos preferidos. Legal essa relação =D